terça-feira, 8 de março de 2011

Contemplando a Ladainha de Nossa Senhora





Apresentação

Caríssimos leitores, 

Apresento-lhes o presente livro de André Luiz Oliveira, no qual podemos perceber a sensibilidade e devoção do autor à Mãe de Jesus e sua fé sincera nos valores do Evangelho do Divino Mestre. 
Maria nos ensina com sua fidelidade ao plano salvífico de Deus para toda humanidade como confiar no Amor do Pai Criador, do Filho Salvador e Redentor e do Espírito Santo Santificador dos verdadeiros Filhos do Reino Eterno.
Através da reflexão que o autor faz das 51 invocações da Ladainha de Nossa Senhora, podemos contemplar a íntima União da Mãe com seu Divino Filho para colaborar com seu Sim na salvação de toda a humanidade de todos os tempos.
Como todos os santos da Mariologia cristã, o autor nos conduz a uma contemplação harmoniosa de um caminho seguro que é Maria para nos levar a Cristo Jesus que a escolheu para vir até nós e nos salvar humana e espiritualmente...                                                                     
Senhor Jesus Cristo, ouvi-nos e atendei-nos por Maria Sua e nossa Mãe.

Dom Waldemar Chaves de Araújo
Bispo Emérito de São João Del Rei



Segue abaixo alguns trechos e imagens que ilustram o livro.


(Vaso honorífico)
Capítulo III
As três primeiras invocações marianas:

As 3 iniciais invocações nos convidam a reconhecer a santidade de Maria. Toda a santidade esta contida no projeto que Deus realizou em sua vida, através da Maternidade Divina, desde seu nascimento, Deus a preparou e dela zelou para que fosse a mãe ideal para Seu Filho. Sua importância é tamanha que Deus a preservou da mancha do pecado original, Maria foi toda revestida para alcançar a santidade, e diga-se o que é a santidade? A santidade é o equilíbrio; é a dosagem certa que fazemos diferenciando o bem do mal, analisando o que realmente me convêm como cristão, como fiel católico.

                                            
(Vaso espiritual)
Capítulo IV
As invocações que a reconhece como Mãe:

A maternidade divina é uma dádiva inigualável, que foi concedida uma única vez; e creio que nunca mais se repetira. Pois a próxima vinda de Jesus será Sua vinda gloriosa, onde Ele ira julgar os vivos e os mortos. As 12 invocações a seguir se referem à Maria como Mãe, não apenas como a mãe do Filho de Deus, mas, a nossa Mãe. Gerar uma vida, ser mãe de uma criança, para uma mulher é uma graça tamanha. Porém gerar um Deus é inigualável. As palavras que acompanham o vocábulo mãe se referem a Jesus; mais minha reflexão partira de outro prisma, observando Maria como mãe geradora da virtude a qual é comparada a seu filho Jesus.


(Rainha dos Mártires)
Capítulo VIII
As invocações que a reconhece como Rainha:


Sendo Jesus o Rei, que lhe seria a Mãe senão uma Rainha? Maria é Rainha, porém de reinos diferentes aos quais conhecemos; não é como os sistemas monárquicos que vemos aqui na terra. É um reinado espiritual, que procede de Deus. As 13 e ultimas invocações a exaltam como Rainha. Reconhecem a sua importância no Reino de Deus, sua atuação na obra da salvação e os poderes que lhe foram concedidos com a Maternidade Divina.  

Saudações é uma satisfação apresentar meu livro a você, caso deseje adquirir um exemplar, estou enviando via Correio, o valor com as taxas de correio já inclusas: R$18,00 (dezoito) reais. Basta fazer o pedido, enviando nome e endereço para este mesmo E-mail: livro_prof_andre@hotmail.com
Assim que receber o vosso e-mail, eu informo minha conta para o pagamento. Será uma satisfação lhe enviar um exemplar deste que é um longo e árduo trabalho sobre a Ladainha de Nossa Senhora (Ladainha lauretana). Ele contém 78 páginas, algumas ilustrações do séc. XVII, prefácio e apresentação de dois Bispos; um excelente itinerário mariano, que tem por base a Tradição Católica. Adquira já o seu exemplar.

Prof. André Luiz Oliveira
(O autor)

Nenhum comentário:

Postar um comentário