segunda-feira, 28 de março de 2011

Silêncio ao entrar na Igreja





Ora o que tenho eu a vos dizer sobre isso?Por mim mesmo nada!Mas deixo-vos um conselho de alguém do qual eu não sou digno de carregar sequer uma peça do vestuário.Ouvi-o e colocai em prática o seu conselho!
Sobre esse assunto nos socorre São João Bosco, que diz:

"Quando chegais à igreja, entrai nela sem correr nem fazer ruído; fazei o sinal da cruz com água benta; e, de joelhos, adorai a Santíssima Trindade rezando três Glórias ao Pai.
Enquanto não começam os santos ofícios, podeis rezar as Sete Alegrias de Maria ou fazer qualquer outro exercício de piedade.
Na igreja, nunca deveis rir ou conversar sem necessidade; basta às vezes um sorriso, ou uma palavra, para dar mau exemplo e distrair os que nos rodeiam.Santo Estanislau Kostka ficava na igreja com tal recolhimento que freqüentemente nem ouvia quando o chamavam; e houve uma ocasião em que seus criados tiveram que tocá-lo para adverti-lo de que já era hora de voltar à casa.
Que glória dareis a Jesus Cristo, meus amados filhos; e que bom exemplo aos fiéis, se ali vos mantiverdes com devoção e recolhimento!Quando São Luís Gonzaga ia à igreja todos saíam a vê-lo, e ficavam edificados por sua piedade e compostura".(São João Bosco - O Jovem Instruído)

E também me recordo das palavras da Beata Jacinta Marto (11/03/1910 - 20/02/1920) que "notando que muitas visitas conversavam e riam na capela do orfanato, ao qual se encontrava, pediu à Madre Godinho que as advertisse da falta de respeito que isso constituía para com a Presença real.Não dando tal medida resultados satisfatórios, pedia que comunicasse isso ao Cardeal: 'Nossa Senhora não quer que a gente fale na igreja!'".(As aparições e a mensagem de Fátima conforme os manuscritos da Irmã Lúcia, pg 68).



Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário