terça-feira, 1 de novembro de 2011

Os Mistérios do Rosário

OS MISTÉRIOS DO ROSÁRIO 
 
O rosário é a mola mais poderosa do coração humano, de modo que todos os que se dedicam à reza do rosário melhoram os costumes.

Não existe mais que um livro: o Evangelho; e o rosário é justamente o resumo desse livro.
Por isso o Papa Pio IX afrmou que "o rosário é um pequeno Evangelho"

Quem nos recomenda o rosário?
Deus: ligando a ele muitas graças e milagres
A Santíssima Virgem: aparecendo em Lourdes e em Fátima não só com o rosário nas mãos, mas convidando a rezá-lo.

Trinta e dois papas como Leão XIII que publicou nada menos que sete encíclicas sobre a devoção do rosário.

São Luís Maria Grignion de Montfort escreveu:

"De minha parte, não encontrei nada mais poderoso, para atrair o Reino de Deus, do que rezar o santo rosário e meditar os quinze mistérios que encerra."

Portanto, quem quiser salvar a sua alma, deve, antes de tudo, recitar o Santo Rosário ou ao menos o Terço que, segundo afirma São Luiz Grignion de Montfort, salva até mesmo aqueles que se "consagraram ao Demônio".

Se quereis chegar a uma alto grau de perfeição rezai todos os dias o santo rosário. Este é um admirável segredo para alcançar a perfeição.
Nossa Senhora entregou a São Domingos de Gusmão a arma que vencerá todas as batalhas! Esta arma é o Santo Rosário!

E São Paulo da Cruz acrescentava: "Enquanto tiver forças, rezarei o rosário; quando meus lábios não puderem pronunciá-lo, rezá-lo-ei com o coração." Durante os primeiros séculos do Cristianismo, o Saltério de Davi, de 150 salmos, era de uso corrente. A antiga prece judia passara a ser também prece cristã, e as comunidades a recitavam em latim.

Por volta do século IX, os monges irlandeses, considerando a dificuldade da recitação dos salmos em latim, imaginaram substituí-los por 150 Pais-nossos, utilizando um cordão com nós correspondentes para contá-los.

No fim do século XI, começou-se a rezar o Saltério das 150 Ave-Marias. Por essa mesma época começou-se a contemplar momentos da vida de Nosso Senhor e da Santíssima Virgem através de textos da Sagrada Escritura. Sendo o nosso atual Rosário resultado destes saltérios.

No século XV, com o dominicano Alan de La Roche, o Rosário tem praticamente definida a sua forma atual.

A contemplação da vida de Nosso Senhor e da Santíssima Virgem, essencial à recitação do Rosário, aproxima-nos sempre mais de Jesus e de Maria.

O rosário é composto por vinte dezenas de contas divididas em quatro partes distintas, cada qual contendo cinco dezenas. Enquanto se medita um mistério (acontecimento da vida de Jesus), reza-se uma dezena composta por um Pai-nosso, dez Ave-Marias, um Glória e a jaculatória.

Quer manter seu lar unido? Reze o rosário em família.

"Família que reza unida, permanece unida" 
 
Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário