sábado, 17 de novembro de 2012

"Se alguém quiser seguir-Me..."



«Se alguém quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz todos os dias e siga-Me. Pois quem quiser salvar a sua vida, tem de perdê-la; mas quem perder a vida por minha causa salvá-la-á. Na verdade, que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se ou arruinar-se a si próprio?».

"Se alguém quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me." (Mt 16,24).

Parece dura e pesada a ordem do Senhor: quem quiser segui-Lo, tem que renunciar a si mesmo. Mas não é duro nem pesado quem ordena, pois Ele próprio nos ajuda a cumprir o Seu preceito.

Assim como é verdade o que Lhe dizem no salmo: Seguindo as palavras dos vossos lábios, percorri duros caminhos (Sl 16,4), também é verdade o que Ele nos disse: O meu jugo é suave e meu fardo é leve (Mt 11,30). A caridade torna leve tudo quanto é duro no preceito.

Que significa: "Tome a sua cruz"?

Quer dizer: suportar tudo o que custa, e então segui-Lo. Na verdade, quem começar a seguir os Seus exemplos e preceitos, encontrará muitos que o critiquem, que o impeçam, que tentem dissuadi-lo, mesmo entre os que parecem discípulos de Cristo. Andavam com Cristo os que proibiam os cegos de clamar por Ele.

Tu, portanto, no meio das ameaças, de carinhos ou proibições, sejam quais forem, se quiseres seguir a Cristo, transforma tudo em cruz: suporta, carrega e não desistas!

(...)

Esta palavra não deve ser ouvida como dirigida apenas às virgens e não às esposas; nem só para as viúvas e não para as casadas; nem só para os monges e não para os maridos; nem só para os clérigos e não para os leigos. Pois toda a Igreja, todo o corpo, todos os seus membros, diferentes e distribuídos segundo suas próprias tarefas, devem seguir Cristo.

Siga-O toda a Igreja que é uma só, siga-O a pomba, siga-O a esposa, redimida e dotada pelo sangue do Esposo. Nela encontra lugar tanto a integridade das virgens como a castidade das viúvas e o pudor dos casais.

Estes membros, que nela encontram o seu lugar, sigam Cristo, cada um segundo a sua vocação, posição ou medida.

Renunciem a si mesmos, isto é, não se vangloriem; tomem a sua cruz, quer dizer, suportem no mundo, por amor de Cristo, tudo o que lançarem contra eles.

Amem o único que não ilude, o único que não é enganado nem engana; amem-nO, porque é verdade aquilo que promete. Como as Suas promessas tardam, a fé vacila.

Mas sê constante, perseverante, suporta a demora e terás tomado a tua cruz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário