domingo, 21 de abril de 2013

Muitas almas tem medo de Deus


Confiança

Muitas almas tem medo de Deus



Poucos cristãos, mesmo entre os fervorosos, possuem essa confiança que exclui toda ansiedade e toda hesitação. Várias são as causas dessa deficiência. O Evangelho narra que a pesca miraculosa aterrou São Pedro. Com a impetuosidade habitual, ele mediu de relance a distancia infinita que separava da sua própria pequenez a grandeza do Mestre. Tremeu de terror sagrado, e prosternando-se a face contra a terra: Afastai-Vos de mim, Senhor, exclamou, que sou um pecador!

Certas almas têm, como o Apóstolo, esse terror. Elas sentem tão vivamente a própria indigência e as próprias misérias, que mal ousam aproximar-se da Divina Santidade. Parece-lhes que um Deus assim puro deveria sentir repulsão ao inclinar-Se para elas. Triste impressão, que lhes dá à vida interior uma atitude contrafeita, e, por vezes, a paralisa completamente.

Como se enganam essas almas!

Logo aproximou-Se Jesus do Apóstolo assustado: não temas! disse-lhe, e fez o homem levantar-se...

Vós também, cristãos, que do seu amor tantas provas recebestes, nada temais! Nosso Senhor receia acima de tudo que tenhais medo dEle. Vossas imperfeições, vossas fraquezas, vossa faltas, mesmo graves, vossas reincidências tão freqüentes, nada O desanimará, contando que desejeis sinceramente converter-vos. Quanto mais miseráveis sois, Ele tem compaixão de vossa miséria, mais deseja cumprir, mais junto a vós, sua missão de Salvador...

Não foi sobretudo para os pecadores que Ele veio à terra?


(Livro da Confiança, Padre Thomas de Saint-Laurent)

Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário