segunda-feira, 6 de maio de 2013

São Domingo Sávio,Confessor.


06/05 Segunda-feira
Festa de Quarta Classe 
Paramentos Brancos 

“Antes morrer do que pecar”

   São Domingos Sávio, em italiano: Domenico Savio, (Riva presso Chieri, 2 de abril de 1842 — Mondonio di Castelnuovo d'Asti, 9 de março de 1857) foi aluno de São João Bosco, e toda a sua vida foi composta por uma busca da santidade seguindo fielmente a fé católica.

   O amado e jovem  São Domingos Sávio teve uma vida de muita sensibilidade e em pouco tempo percorreu um longo caminho de santidade, obra mestra do Espírito Santo e fruto da pedagogia de São João Bosco.
 
Nasceu em uma família pobre em bens materiais (ferreiro e costureira) porém rica de fé. Sua infância ficou marcada pela primeira comunhão, feita com a fervor aos sete anos, e se distingue pelo cumprimento do dever em seu lema: "Antes morrer que pecar".
Aos doze anos de idade ocorreu um fato decisivo em sua vida:o encontro com São João Bosco, que o acolhe, como padre e diretor, em Valdocco (Turim) convidando-o para cursar os estudos secundários. Ao descobrir então os altos ideais de sua vida como filho de Deus, apoiando-se na amizade com Jesus e Maria, segue caminho da santidade, entendida como entrega total a Deus por amor. Reza, coloca empenho nos estudos, sendo o companheiro mais amável. Sensibilizado no ideal de são João Bosco, "Dai-me almas" deseja salvar a alma de todos e funda a companhia da Imaculada, da qual sairão os melhores colaboradores do fundador dos salesianos. Tomado por uma grave enfermidade aos quinze anos, regressa ao lar paterno da aldeira de Mondonio (município de Castelnuovo d'Asti), onde morre serenamente com a alegria de ir ao encontro do Senhor, exclamando aos seus pais: " adeus queridos pais, estou tendo uma visão linda! Que lindo!"
O papa Pio XII o proclamou santo em 12 de junho de 1954.


Epístola 

São Tiago 1,22-27
22.Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos.23.Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu:24.contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era.25.Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera - não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder.26.Se alguém pensa ser piedoso, mas não refreia a sua língua e engana o seu coração, então é vã a sua religião.27.A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus e nosso Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições, e conservar-se puro da corrupção deste mundo.


Evangelho 

São João 16, 23-30
23.Naquele dia não me perguntareis mais coisa alguma. Em verdade, em verdade vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará.24.Até agora não pedistes nada em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja perfeita.25.Disse-vos essas coisas em termos figurados e obscuros. Vem a hora em que já não vos falarei por meio de comparações e parábolas, mas vos falarei abertamente a respeito do Pai.26.Naquele dia pedireis em meu nome, e já não digo que rogarei ao Pai por vós.27.Pois o mesmo Pai vos ama, porque vós me amastes e crestes que saí de Deus.28.Saí do Pai e vim ao mundo. Agora deixo o mundo e volto para junto do Pai.29.Disseram-lhe os seus discípulos: Eis que agora falas claramente e a tua linguagem já não é figurada e obscura.30.Agora sabemos que conheces todas as coisas e que não necessitas que alguém te pergunte. Por isso, cremos que saíste de Deus.


Fonte:


Nenhum comentário:

Postar um comentário