sábado, 8 de novembro de 2014

A oração de São Boaventura

"Ainda que o Senhor me tenha reprovado quanto quiser, eu sei que Ele não pode negar-se a quem O ama, e a quem de todo coração o busca.
   
 
Eu O abraçarei com o meu amor e sem me abençoar não O deixarei; sem me levar consigo, Ele não poderá ausentar-se.
 

 
Se mais não puder, ao menos esconder-me-ei dentro das Suas Chagas, onde ficarei para que me não possa encontrar fora de si.
   
 
Finalmente, se o meu Redentor por causa de minhas culpas, me lançar fora dos seus Pés , eu me prostrarei aos Pés deMaria, Sua Mãe, e deles não me afastarei, enquanto Ela não me alcançar o perdão.

 
Por ser Mãe de Misericórdia, nem recusa, nem jamais recusou compadecer-se de nossas misérias, e de socorrer os infelizes que lhe imploram o auxilio. E assim, senão por obrigação, ao menos por compaixão, não deixará de induzir O Filho a perdoar-me."

 
Oração de São Boaventura (livro “Glórias de Maria”, de Santo Afonso Maria de Ligório)

Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário