domingo, 9 de novembro de 2014

Os fiéis “sofrerão perseguições e punições como se eles fosses desobedientes e cismáticos”

Saint-Francois-Assise-632“Continuai com coragem e encontrai reconforto e sustento no Senhor. Graves tempos de tribulação e aflição se apressarão a vir ao vosso encontro, durante os quais se espalharão obscuridade e perigos materiais e espirituais, a caridade de muitos esfriará e a iniquidade dos maus superabundará.
O poder dos demônios será desencadeado mais do que o comum, a pureza imaculada do nosso culto e a dos outros será desfigurada, ao ponto que pouquíssimos cristãos obedecerão ao verdadeiro Sumo Pontífice e à Igreja romana: alguém, que não terá sido eleito canonicamente, será elevado ao Papado no momento de sua tribulação. Ele, por seus erros, tramará matar muitos.
Então os escândalos se multiplicarão, nossa Religião se dividirá, vários serão totalmente enfraquecidos por outros, conquanto eles não se oporão, mas concordarão com a deriva. Haverá tantas opiniões e cismas entre o povo e os religiosos e eclesiásticos, que se eles não fossem abreviados segundo a palavra do Evangelho, esses dias induziriam ao erro (se fosse possível) até os eleitos, salvo que eles serão guiados nessa terrível tormenta pela imensa misericórdia de Deus.
Nossa Regra e nossa vida serão então violentamente atacadas por alguns.
Poderosas tentações vão se abater. Então, aqueles que resistirem na provação terão a coroa da vida. Mas ai daqueles que se tornarem mornos, sentindo-se em segurança somente na esperança da religião e não resistindo com constância às tentações consentidas a fim de provar os eleitos. Aqueles que – inflamados de caridade e com um verdadeiro espírito e zelo pela verdade – permanecerem ligados ao amor de Deus, sofrerão perseguições e punições como se eles fossem desobedientes e cismáticos. Com efeito, aqueles que os perseguirem, incitados por espíritos malignos, afirmarão que aniquilar e varrer da face da terra homens tão nocivos é prestar uma grande homenagem a Deus. Nesse momento, todavia, o Senhor será o refúgio dos aflitos e salvará aqueles que esperarem Nele. 
A fim de se conformar ao seu líder, eles se comportarão com fé e escolherão obedecer antes a Deus que aos homens; não querendo se conciliar com a mentira e a perfídia, eles não temerão em caso algum a morte. A verdade será então enterrada no silêncio por alguns pregadores, por outros ela será negada com desprezo. A santidade de vida será ridicularizada… e por causa disso Nosso Senhor Jesus Cristo lhes deixará não um pastor digno, mas um exterminador”. 
Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário