segunda-feira, 13 de abril de 2015

Padroeiro dos impossíveis


Jazia em seu leito de agonia um infeliz apodrecido de vícios, sem o menor remorso, zombando de Deus e desprezando todos os auxílios da religião para a hora suprema.
Vendo-o zombar, com riso satânico, de seus esforços para salvar-lhe a alma, resolveram seus parentes recorrer a S. José.
Este grande Santo havia de fazer com que o misericordioso Coração de Jesus se compadecesse daquele infeliz.
Era o mês de março. O sacerdote, os parentes e amigos dirigiram ao Padroeiro da boa morte fervorosas súplicas.Maravilhoso poder o da oração! Na manhã de 19 de março, festa de S. José, o próprio doente pediu a confissão e fez questão que chamassem o padre de quem mais zombara até então.
Confessou-se com o mais sincero arrependimento e, pouco tempo depois, faleceu…
Tesouro de Exemplos – Pe. Francisco Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário