quarta-feira, 13 de abril de 2016

O BOM PASTOR – PALAVRAS DE D. LEFEBVRE

mgr-lefebvre-5

Eis algumas palavras de Mons. Marcel Lefebvre, fundador da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, sobre o evangelho de domingo passado – Jesus, o Bom Pastor.

“Nosso Senhor disse no Evangelho do Bom Pastor:” Tenho outras ovelhas que não são deste aprisco e é preciso que Eu as traga, e elas ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor “(Jo. 10, 16).

Esta exortação é completamente contrária ao ecumenismo moderno. Nosso Senhor pede que tragamos as ovelhas. Ele não diz que devemos deixa-las no rebanho onde estão, mas que as conduzamos a Ele. É o que faz o bom padre. Vai buscar as ovelhas perdidas e desviadas no erro, pelo pecado, neste mundo de pecado e sob a influência do demônio; vai busca-las corajosa e zelosamente, imitando desta maneira, o Bom Pastor.

Há de ter um coração de pastor, que vai buscar suas ovelhas uma a uma.

Abraçar os interesses de nosso Senhor Jesus Cristo. Durante toda nossa vida não fareis senão multiplicar os membros do Corpo Místico de Nosso Senhor Jesus Cristo, para que os que neste mundo são parte da Igreja militante, possam um dia formar parte da Igreja triunfante, porque, em última análise, Deus não nos criou senão para nos salvarmos.

Devemos desejar que haja muitas famílias cristãs que favoreçam o desenvolvimento de boas e santas vocações.

O jovem não pode ouvir o chamado de Deus, senão mediante uma graça sobrenatural. Por isso que o mundo não pode compreendê-lo. Os jovens do mundo dizem: Eu não entendo o que passa em sua cabeça para vestir uma batina, fechar-se em um seminário; rejeitar os prazeres dos sentidos e da riqueza, querer viver na pobreza e viver unicamente para os outros e não para si mesmo, parece incrível, incrível! Ele perdeu a cabeça! As pessoas que têm o espírito do mundo não podem entender sua vocação; acham um grande mistério.

No entanto, com este exemplo, talvez poderemos abrir os olhos daqueles que vivem de forma egoísta e levá-los a perguntar: Se há jovens sérios a tal ponto que abandonam tudo para se entregar à Nosso Senhor, devemos crer que Ele sim existe! “

+ Dom Marcel Lefebvre

Nenhum comentário:

Postar um comentário