quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Zelo de S. Francisco de Assis pela Sagrada Eucaristia e o Santíssimo Nome do Senhor

“Muitos [sacerdotes] o guardam [a Sagrada Eucaristia] em lugares bem comuns e o levam de modo lamentável (pela rua) e o recebem indignamente e o ministram indiscriminadamente. Não excitam porventura tais fatos a nossa piedade e devoção por esse bom Senhor quando se digna vir colocar-se ele próprio em nossas mãos e nós o tocamos e o recebemos todos os dias em nossa boca? Ou ignoramos que um dia havemos de cair em suas mãos?”


S. Francisco de Assis: Consideremos todos nós clérigos o grande pecado e ignorância que alguns manifestam com relação ao santíssimo corpo e sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo e seu santíssimo nome e palavras escritas que tornam santamente presente o corpo (de Cristo).
Sabemos que o corpo não pode estar presente se antes não for tornado presente pela palavra.
Pois nada temos nem vemos corporalmente dele, do próprio Altíssimo, neste mundo, senão o corpo e o sangue, os nomes e as palavras pelas quais fomos criados e remidos “da morte para a vida” (1Jo 3,14).
Logo, todos aqueles que administram tão sacrossantos mistérios e especialmente aqueles que os ministram sem a reta discrição, considerem no seu íntimo como são vulgares os cálices, corporais e panos de linho sobre os quais é oferecido em sacrifício o corpo e sangue de Nosso Senhor.
E muitos o guardam em lugares bem comuns e o levam de modo lamentável (pela rua) e o recebem indignamente e o ministram indiscriminadamente.
Igualmente os seus nomes e palavras escritas são às vezes calcados aos pés; pois “o homem animal não percebe as coisas de Deus” (1Cor 2,14).
Não excitam porventura tais fatos a nossa piedade e devoção por esse bom Senhor quando se digna vir colocar-se ele próprio em nossas mãos e nós o tocamos e o recebemos todos os dias em nossa boca?
Ou ignoramos que um dia havemos de cair em suas mãos?
Emendemo-nos, pois depressa e firmemente dessas e de outras faltas.
Onde quer que o santíssimo corpo e sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo for conservado de modo inconveniente ou simplesmente deixado em alguma parte, que o tirem dali para colocá-lo e encerrá-lo num lugar ricamente adornado.
De modo igual sejam recolhidos e colocados em lugar decente os nomes e palavras escritos do Senhor sempre que forem encontrados em lugares imundos.
Sabemos perfeitamente que estamos estritamente obrigados a observar tudo isto, em virtude dos mandamentos do Senhor e dos preceitos da santa Mãe Igreja; e os que o não fazem saibam que deverão prestar contas perante Nosso Senhor.
E os que mandarem copiar esta carta a fim de que seja mais amplamente observada saibam que serão abençoados por Deus nosso Senhor.
Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário