terça-feira, 8 de novembro de 2016

Por que o Santo Rosário, esta oração de socorro, é chamado de Saltério de Cristo e Maria?

“O Santo Rosário é a árvore da vida e da ciência, com cento e cinquenta frutos angelicais, nos quais são contidas todas as graças, que provém de Cristo e da Virgem Maria, como ela mesma revelou”

Beato Alano da Rocha (*): A Santíssima Trindade assegura aos pecadores o arrependimento através do Saltério da Virgem Maria [que é o Santo Rosário].
1.     O nome Saltério origina-se da palavra salmo, e aqueles que através deste servem Deus e a Virgem Maria se chamam Salmodiantes. Esse deriva do Saltério de Davi, que foi um anúncio da Saudação Angélica. Os Cânticos da velha aliança, segundo Santo Ambrósio, anunciam a Nova Aliança.
2.     Para alguns este deriva do sal da divina Sabedoria, visto que a Oração do Senhor e a Saudação Angélica são, de certo modo, as duas salinas da Sabedoria de Deus, com as quais as mentes dos fiéis são banhadas de sal.
3.     Outros pensam que este derive do Órgão que os hebreus chamam Nablum, instrumento musical composto por cento e cinquenta tubos, com os quais normalmente se cantavam os Salmos de Davi.
4.     Ao mesmo tempo, etimológica e teologicamente, o Saltério traz dez grandes resultados, que os devotos Salmodiantes recebem de Cristo e da Virgem Maria. Realmente:
P. aos pecadores assegura o arrependimento.
S. aos sedentos dá água e sacia.
A. aos prisioneiros leva a libertação.
L. a quem chora dá a alegria.
T. a quem está na tentação concede tranquilidade.
É. a quem está na necessidade, dá abundância.
R. aos religiosos leva a renovação.
I. aos inexperientes concede a experiência.
V. aos vivos faz vencer a solidão.
M. aos mortos concede misericórdia através do socorro.
Passei por situações que comprovaram a realidade e veracidade, e existem ainda outros sinais e milagres:
1. Verdadeiramente este Saltério é um céu estrelado com as cento e cinquenta estrelas mais importantes da astronomia;
2. É o Paraíso das delícias de Deus, enfeitado com rosas e com cento e cinquenta guirlandas; as Saudações são as Rosas Angélicas e o conjunto de grupos de cinquenta Ave Maria é chamado Rosário da Virgem ou Coroa.
3. É a árvore da vida e da ciência, com cento e cinquenta frutos angelicais, nos quais são contidas todas as graças, que provém de Cristo e da Virgem Maria, como ela mesma revelou.
(*) “Saltério de Jesus e de Maria: gênese, história e revelação do Santíssimo Rosário”, pelo Beato Alano da Rocha O.P. (1464 d.C.). Publicado originalmente no Website Beato Alano, itália.

“Saltério de Jesus e de Maria: gênese, história e revelação do Santíssimo Rosário”,
pelo Beato Alano da Rocha O.P. (1464 d.C.)

Direitos autorais: O livro pode ser baixado livremente, mas não deve ser reproduzido para fins comerciais. Localiza-se no mercado, mas não tem nenhuma consideração ou direitos de autor para todos aqueles que tenham participado na sua elaboração. Queremos respeitar a letra da vontade “da Madonna do Rosário, que, nas visões do Beato Alano disse que não queria circulação de dinheiro em sua fraternidade. Para garantir esse ideal o livro do Beato Alano foi arquivado junto à SIAE Roma. Para qualquer informação (especificando como Beato Alano) por favor escreva para: beatoalano@hotmail.it. Esta obra recém nascida, ainda necessita de melhorias e correções, que se reservam para uma segunda edição. Pede-se aos latinistas e aos leitores, a bondade de indicar eventuais erros e possíveis traduções diferentes de passagens ainda pouco claras. Disponibiliza-se com tal objetivo um endereço eletrônico de contato: donrobertopaola@virgilio.it. É possível consultar também o site web: www.beatoalano.it

Nenhum comentário:

Postar um comentário