quarta-feira, 26 de abril de 2017

Este é o tempo para construir o que os outros destroem

Como saberei que estou agindo de acordo com a Vontade de Deus, se me encontro só e sem apoio de ninguém? A autoridade inquestionável da TRADIÇÃO. Aqui você tem a resposta. Siga a fé que a tradição nos legou, e o Senhor estará com você





“Lembra-te de Jesus Cristo, saído da estirpe de Davi e ressuscitado dos mortos, segundo o meu Evangelho, pelo qual estou sofrendo até as cadeias como um malfeitor. Mas a palavra de Deus, esta não se deixa acorrentar. Pelo que tudo suporto por amor dos escolhidos, para que também eles consigam a salvação em Jesus Cristo, com a glória eterna. Eis uma verdade absolutamente certa: Se morrermos com ele, com ele viveremos. Se soubermos perseverar, com ele reinaremos. Se, porém, o renegarmos, ele nos renegará. Se formos infiéis… ele continua fiel, e não pode desdizer-se”. (2Tm 2-8,13)
Tradução Sensus fidei: Queridos irmãos, alguns de vocês, preocupados com a situação da Igreja e pela fortaleza de sua própria fé, sentem-se sozinhos em suas preocupações. Mas não estão. É o momento de pensar como estava o Senhor na Cruz. Como está Ele cada dia em todos os Sacrários da terra? Isso é a solidão. Mas nós O temos sempre disposto a nos fazer companhia. Não se sinta só.
Junto à Cruz de Jesus estavam sua Mãe e a irmã de sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena (Jo. 19, 25). Onde estavam os outros? Onde estamos os outros? Lembre-se do que diz São Paulo: nenhum atleta será coroado, se não tiver lutado segundo as regras. (2 Tm 2, 5). O Senhor irá ajudá-lo a entendê-lo em seu caso particular. Lembre-se de Jesus Cristo, que ressuscitou dos mortos e é descendente de Davi. Esta é a boa notícia que o apóstolo prega, razão pela qual sofre e está acorrentado. Mas a palavra de Deus não está acorrentada.
Continua o apóstolo dizendo, e dizendo-nos a todos, por isso suporto essas provas por amor aos eleitos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus e participem da glória eterna. Esta doutrina é digna de fé: Se morremos com Ele, com Ele viveremos. O próprio São Paulo nos fala e nos encoraja em nossos esforços para continuar a viver a fé e mantê-la viva.
O Senhor nos dá a liberdade para fazer o bem ou fazer o mal, nós escolhemos. Mas é o caso de que, Aquele que somente obra o bem e nos deixa agir livremente, a esse se recrimina, questiona-se o Seu ensinamento, contesta-se. É o tempo para construir o que os outros destroem. O ensinamento do Senhor se mantém vivo, atual, porque é perene.
Você perguntará, quem me confirma na fé? Estou só. Confirmam-lhe na fé a tradição da Igreja Católica, as Sagradas Escrituras, o Magistério. A força da Palavra de Deus, quando condena o pecado da sodomia, ou o do adultério. Diz-nos o Senhor, nosso Deus. É a Palavra de Deus, está nas Sagradas Escrituras. São Paulo não estava só? Ficou com medo? O que devemos temer? Ninguém pode fechar nossas bocas, porque o Senhor está conosco, porque pregamos a Sua Palavra divina, a sua Palavra de vida eterna. Os Apóstolos morreram por amor a Deus. Será que vamos nos assustar? Este tempo não é pior do que o de São Paulo, que denunciou aqueles que viviam em pecado. E nós nos assustamos diante de um grupo de Pastores que pretende nos assustar?
Temos de alçar a voz para dizer a Verdade, cada um no lugar que lhe corresponda, e da maneira como o Senhor quer que o façamos. Precisamos evangelizar. Evangelizar? Sim. Tudo o que a Igreja nos ensina na tradição, o Catecismo, as Sagradas Escrituras. Porque se não, apenas encontraremos a palavra do homem e não a Palavra de Deus. Conhecemos a Palavra de Deus, o Senhor no-la mostra no Magistério da Igreja que temos recebido, e quer que a levemos para os demais.
Queridos irmãos, atualmente temos a sensação de que o Senhor afrouxou as rédeas da Igreja, mas Ele nunca as soltou. Estes tempos não são piores do que outros. Não podemos queixar quando nossos irmãos morrem mártires pela fé. Devemos encabeçar uma luta com a Palavra. E no Santo Sacrifício da Missa encontramos a força. Em nada deve nos importar o mundo e seus poderes pobres, porque o Senhor está com aqueles que defendem a Sua Palavra e a Sua Verdade. O que está angustiado é aquele que olha para a terra e não para o Céu.
Você se pergunta: Como saberei que estou agindo de acordo com a Vontade de Deus, se me encontro só e sem apoio de ninguém? Pois, o Senhor está conosco, e também nos adverte do perigo. A Igreja perfeitamente nos diz o que é certo e o que é errado. A autoridade inquestionável da TRADIÇÃO. Aqui você tem a resposta. Siga a fé que a tradição nos legou, e o Senhor estará com você.
É tempo de pregar a Palavra de Deus, os ensinamentos que recebemos que, inalteráveis, permanecem tão atuais quanto ontem, hoje e amanhã. É tempo de lutar com nossa palavra, é tempo de correr nossa corrida sem medir o esforço, é tempo de pensar apenas na coroa final.
Este é o tempo para construir o que os outros destroem.
Ave Maria Puríssima.
Pe. Juan Manuel Rodriguez de la Rosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário