sábado, 20 de maio de 2017

DA FAMILIAR E VALOROSA AMIZADE COM JESUS



(Uma valiosa exortação à vida interior de Tomás de Kempis, com a oração de São Francisco de Sales)

Quando Jesus está presente, tudo é suave e nada é dificultoso; mas, quando Jesus está ausente, tudo se torna penoso. Quando Jesus não fala ao coração, nenhuma consolação tem valor; mas se Jesus fala uma só palavra, sentimos grande alívio. Porventura não se levantou logo Maria Madalena do lugar onde chorava, quando Marta lhe disse: O Mestre está aí e te chama? (Jo 11,28). Hora bendita quando Jesus te chama das lágrimas para o gozo do espírito! Que seco e árido és sem Jesus! Que néscio e vão, se desejas outra coisa, fora de Jesus! Não será isso maior dano que se perdesse o mundo inteiro?

Que te pode dar o mundo sem Jesus? Estar sem Jesus é terrível inferno, estar com Jesus é doce paraíso. Se Jesus estiver contigo, nenhum inimigo te ofender. Quem acha Jesus, acha precioso tesouro, ou, antes, o bem superior a todo bem; quem perde a Jesus, perde muito mais do que se perdesse a todo mundo. Paupérrimo é quem vive sem Jesus, e riquíssimo quem está bem com Jesus.

Grande arte é saber conversar com Jesus, e grande prudência conservá-lo consigo. Sê humilde e pacífico, e contigo estará Jesus; sê devoto e sossegado, e Jesus permanecerá contigo. Depressa podes afugentar a Jesus e perder a sua graça, se te inclinares às coisas exteriores; e se o afastas e o perdes, aonde irás e a quem buscarás como amigo? Sem amigo não podes viver, e se não for Jesus teu amigo acima de todos, estarás mui triste e desconsolado. Logo, loucamente procedes se em qualquer outro confias e te alegras. Antes ter o mundo todo por adversário, que ofender a Jesus. Acima de todos os teus amigos seja, pois, Jesus amado dum modo especial.

Sê livre e puro no teu interior, sem apego a criatura alguma. É mister desprenderes-te de tudo e ofereceres a Deus um coração puro, se queres sossegar e ver como é suave o Senhor. E, com efeito, tal não conseguirás, se não fores prevenido e atraído por sua graça, de modo que, deixando e despedindo tudo mais, com ele só estejas unido. Pois, quando lhe assiste a graça de Deus, de tudo é capaz o homem; e quando ele se retira, logo fica pobre e fraco, como que abandonado aos castigos. Ainda assim, não deves desanimar nem desesperar, antes resignar-te na vontade de Deus, e sofrer tudo que te acontecer, por honra de Jesus; pois ao inverno sucede o verão, depois da noite volta o dia, e após a tempestade reina a bonança.

ORAÇÃO

Ó Senhor Jesus! … estreitai, prensai e uni para sempre meu espírito ao vosso seio paternal! Oh! Uma vez que fui feito de vós, por que não estou em vós? Abismai esta gota de espírito que mês destes no mar de vossa bondade, da qual ela procede. Ah! Senhor, uma vez que o vosso coração me ama, por que não me arrebata a si, pois é o que mais quero? Levai-me e vou correr atrás de vossos atrativos, para jogar-me nos vossos braços partenos e jamais sair de lá pelos séculos dos séculos. Amém (Amour de Dieu, 1, VII, cáp. III, II, 157)



(Fonte: livro “Imitação de Cristo com Reflexões e Orações de São Francisco de Sales”, Editora Vozes, 2ª edição, excertos do Livro II, Cáp. 8, p. 104 e 105 – O título foi alterado por nós)


Nenhum comentário:

Postar um comentário