sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

12 Ensinamentos de Santo Agostinho sobre o Pecado


1 – É desígnio de Deus que toda alma desregrada seja para si mesma o seu castigo. A amizade deste mundo é adultério contra Vós.
2 – Eu pecava, porque em vez de procurar em Deus os prazeres, as grandezas e as verdades, procurava-os nas suas criaturas: em mim e nos outros. Por isso precipitava-me na dor, na confusão e no erro.
3 – Quanto mais for destruído o reino da concupiscência, tanto mais aumentará o da caridade.
4 – Há desde o início do gênero humano e haverá até o fim dos séculos duas cidades, uma dos iníquos, outra dos santos.
5 – Haveis de ver muitos ébrios, avaros, trapaceiros, jogadores, adúlteros, fornicadores; verás a muitos que se atam com remédios sacrílegos, ou se entregam aos encantadores, astrólogos e adivinhos de quaisquer artes ímpias.
6 – Se a tristeza se apoderar de nós por um erro ou pecado nosso, lembremo-nos de que um coração esmagado pela dor é um sacrifício digno de Deus.
7 – Um homem bom é livre, mesmo quando é escravo. Um homem mau é escravo, mesmo quando é rei. Não serve a outros homens mas a seus caprichos. Tem tantos senhores quantos vícios. Quando começas a detestar-te pelo pecado que Deus detesta em ti, começas a amar a Deus como és.
8 – O homem é a moeda de Cristo, porém manchada e embaçada pelo pecado… Cristo, com sua vinda, tornou a esculpir sua imagem nela. E, desde então, o homem é moeda de Cristo que ostenta sua imagem, seu nome, sua graça e porte.
9 – Não temo a impureza da comida, mas a do apetite.
10 – O homem se faz réu do pecado no mesmo momento em que se decide a cometê-lo. Pouco vale não realizá-lo apenas por temor ao castigo. Ou destróis o pecado que há em ti ou ele te destruirá.
11 – Toda corrupção leva o homem à própria destruição. Pecar é desmoronar o próprio ser e caminhar para o nada.
12 – Quando a alma abandona o corpo, acontece a morte física. Quando a alma abandona a Deus, dá-se a morte espiritual.

Como rezar o Terço

Aprenda pelo link abaixo;


Nenhum comentário:

Postar um comentário