sábado, 24 de fevereiro de 2018

A confissão nos dá forças para não cair no pecado



"Cesário conta que um santo sacerdote obrigou ao demônio, da parte de Deus, a dizer o que mais o prejudica, respondendo-lhe ele que dentre todas as coisas o que maiores danos lhe causava e mais o descontentava era a confissão frequente.

Ouçamos o que o Senhor revelou a Santa Brígida: 'Quem desejar conservar o fervor, deverá purificar-se muitas vezes pela confissão e acusar-se frequentemente de suas faltas e negligências no serviço de Deus.' Uma alma que aspira a perfeição, diz Cassiano, deve empenhar-se em ter uma grande pureza de consciência, pois por esse meio alcançará o amor perfeito de Deus, que só é concedido às almas puras, correspondendo a medida do amor à pureza do coração. (...)

Pela confissão a alma purifica-se das faltas cometidas. A este respeito São João Clímaco narra o seguinte: Um jovem desejava entrar num convento para se corrigir da vida pecaminosa que levara no século. O Abade, antes de recebê-lo, quis provar sua vocação, e por isso disse-lhe que para ser admitido deveria confessar publicamente todos os seus pecados. O jovem, que estava sinceramente resolvido a dar-se todo a Deus, obedeceu e, enquanto confessava, diante da comunidade as suas faltas, um dos monges conhecido por sua santidade, viu um homem de aspecto venerável apagando de um papel, à medida que o jovem os declarava, os pecados por ele cometidos, de forma tal que, no fim da acusação estava o papel inteiramente branco. O que não se passou visivelmente, dá-se ainda hoje invisivelmente com todo aquele que, com as devidas disposições, se confessa de seus pecados. 

Pela confissão não só se apagam as manchas do pecado, mas a alma adquire também novas forças para não recair mais neles. (...).

Escola de Perfeição Cristã - Santo Afonso de Ligório.


Texto e Imagem retirado da Página do Facebook: Uma Frase de Santo Afonso por dia.

Visto em:


Leia mais artigos sobre confissão;

Nenhum comentário:

Postar um comentário