segunda-feira, 14 de maio de 2018

SÃO JOSÉ: UMA VOCAÇÃO À VIRTUDE ESCONDIDA


Fonte: FSSPX/Distrito da Grã-Bretanha – Tradução: Dominus Est
São José, uma vocação oposta a dos apóstolos
Bossuet em seu primeiro panegírico do santo diz: “Dentre as diferentes vocações, noto duas nas Escrituras que parecem diretamente opostas: a primeira é a dos Apóstolos, a segunda a de São José.
  • Jesus foi revelado aos apóstolos para que eles pudessem anunciá-Lo por todo o mundo; Ele foi revelado a São José, para que permanecesse em silêncio e O mantivesse escondido.
  • Os Apóstolos são luzes para fazer o mundo ver Jesus; José é um véu para cobri-Lo; e sob esse misterioso véu estão escondidos de nós a virgindade de Maria e a grandeza do Salvador das almas
  • Aquele que torna os apóstolos gloriosos com a glória da pregação glorifica José pela humildade do silêncio”. A hora da manifestação do mistério da Encarnação ainda não chegara: deveria ser precedida pelos trinta anos de vida escondida.
São José, uma vocação superior a dos apóstolos
A vocação do silêncio e da obscuridade de São José ultrapassou a dos Apóstolos porque se aproximava mais da Encarnação redentora. Depois de Maria, José estava mais próximo do Autor da graça, e no silêncio de Belém, durante o exílio no Egito, e na pequena casa de Nazaré ele recebeu mais graças do que qualquer outro santo.
Dupla era a sua missão. Em relação a Maria, ele preservou sua virgindade contraindo com ela um casamento verdadeiro, mas totalmente sagrado. Maria encontraria ajuda e proteção em São José. Ele a amava com um amor puro e devotado, em Deus e por Deus.
No que diz respeito ao Verbo Encarnado, José vigiava, protegia e contribuía para a Sua educação humana. Ele é chamado Seu pai adotivo, mas o termo não expressa totalmente a misteriosa relação sobrenatural entre os dois. Os Apóstolos temiam o menor perigo, mas Deus lhes deu um novo coração e sua coragem tornou-se destemida… A mesma mão deu a José o coração de um pai e a Jesus o coração de um filho. É por isso que Jesus obedece e José não teme ordenar.
Como ele tem coragem de mandar em seu Criador? Porque o verdadeiro Pai de Jesus Cristo, o Deus que Lhe dá nascimento desde toda a eternidade, tendo escolhido José para ser o pai de Seu único Filho no tempo, infundiu dentro de seu peito algum raio ou alguma centelha de Seu infinito amor por Seu Filho; foi isso que mudou seu coração, foi isso que lhe deu o amor de um pai, e José, o homem justo que sente o coração do pai dentro dele, sente também que Deus deseja que ele use sua autoridade paterna, de modo que ele ousa comandar Aquele que ele sabe que é seu Mestre.
A vocação de São José para o escondimento é também nossa
Bossuet faz essa observação geral sobre as virtudes da vida escondida: “É uma debilidade comum dos homens entregarem-se inteiramente ao que está fora e negligenciar o que está dentro; trabalhar por meras aparências e negligenciar o que é sólido e duradouro; pensar frequentemente na impressão que causam e pouco no que eles deveriam ser.
É por isso que as virtudes mais altamente consideradas são aquelas que dizem respeito à conduta e direção das coisas. As virtudes escondidas, pelo contrário, que são praticadas longe da visão pública e sob o olhar de Deus, não são apenas negligenciadas, mas mal sequer se ouve falar delas.
E, ainda assim, este é o segredo da verdadeira virtude… um homem deve ser interiormente forjado em si mesmo antes de merecer ser posto entre outros; e se esta base estiver faltando, todas as outras virtudes, por mais brilhantes que sejam, serão meras exibições… não farão o homem de acordo com o coração de Deus. José buscou a Deus em simplicidade; José encontrou Deus em desapego; José desfrutou da companhia de Deus na obscuridade.”
Honremos São José
Honremos hoje a São José:
  • buscando a sua proteção – a mesma proteção que ele deu à sua esposa e ao Menino Jesus;
  • rezando para que a mesma centelha de infinito amor paternal por Jesus, no coração de José, estenda-se às nossas almas para também nos comandar;
  • e implorando pela graça, através das mãos de sua esposa, a Santíssima Virgem Maria, para que possamos crescer em virtude escondida neste mundo, a fim de cantar a glória de Deus e São José na próxima. Amém.

    Fonte:
  • http://www.catolicosribeiraopreto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário