quarta-feira, 5 de setembro de 2018

MINHA MISSA DIÁRIA

Muitos fiéis sentem a ausência da verdadeira Missa católica, seja de forma regular, porque não têm por perto alguma capela ou priorado onde se celebre, seja de forma ocasional, por ocasião de alguma viagem ou férias. A todos esses, queremos oferecer-lhes neste artigo, um método simples para unirem-se espiritualmente à Missa que não podem assistir fisicamente, santificando assim o domingo segundo o espírito da Igreja.

Talvez possa não assistir à Santa Missa todos os dias. Mas posso rezar “minha Missa” … No silêncio matutino ou vespertino de meu quarto, em minha oficina, em meu escritório, em meus estudos… posso rezar a “minha missa”, unindo-me ao Santo Sacrifício está sendo oferecido em todos os altares católicos do mundo. E “minha missa” começa assim: 

1º Minha purificação. – Como o sacerdote ao pé do altar… começarei purificando minha alma. Meu ato de contrição… com sinceridade: Meu Deus, eu te amo; perdão e misericórdia. 

2º Minha renovação da fé. – E assim purificado, renovarei minha fé… Com a leitura de um texto da Sagrada Escritura que não falte um trecho do evangelho, ou com a recitação pausada do Credo.

3º Meu ofertório. – É despertar em mim uma vontade de entrega. É um desejo sincero de oferecimento… 

Todo o meu dia, minhas orações e trabalho, entregues ao Senhor, como a gota de água derramada no cálice do sacrifício… 

Minha vida unida a Cristo… para a glória do Pai… em reparação de todos os pecados… por minhas necessidades pessoais e familiares… pelas necessidades do Apostolado… pelas intenções do Papa … pelas necessidades da Igreja e do mundo … por nossa Fraternidade São Pio X e sua grande luta contra o liberalismo.

Este sincero desejo de entrega prepara minha consagração. 

4º Minha consagração. – É a realização do meu ofertório: o momento mais solene da “minha missa”. É a transformação de minha vida em Jesus… é uma consagração da minha vida ao AMOR… E minha consagração pode ser assim:

“Coração Divino de Jesus! Através do Imaculado Coração de Maria Santíssima, ofereço-Vos todas as minhas orações, obras e sofrimentos deste dia em reparação de nossos pecados e por todas as intenções pelas quais vos imolais continuamente no Santíssimo Sacramento do Altar. Ofereço-vos tudo isto especialmente pela liberdade e exaltação da nossa Santa Madre Igreja”.

Minha consagração está feita. Agora tenho que vivê-la, vinte e quatro horas por dia, cumprindo com amor meu dever de Estado. 

5º Pai Nosso – É a grande oração do cristão… São as grandes intenções do Coração de Jesus… O rezarei lentamente… É a minha preparação para a Comunhão… PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU… 

6º Minha comunhão:  – É a consumação da “minha missa”. Talvez eu não possa comungar hoje sacramentalmente. Farei, pelo menos, uma Comunhão Espiritual… A Comunhão Espiritual é isto: um ato de fé na presença de Cristo na Eucaristia. Um sincero desejo de recebê-Lo espiritualmente em meu coração… Eu posso fazer assim:

“Vem, Senhor Jesus, e fica comigo. Dá-me a vossa graça para ser fiel aos vossos mandamentos. Dá-me a vossa graça para que jamais me aparte de Vós. Amém”

E no silêncio do meu coração unirei minha vida com a de Cristo, e Ele me dará Sua graça para meu combate de hoje. 

7º “Minha Missa» terminará. – «Minha Missa» chega ao fim. Tenho por certo de que Deus me devolverá cem vezes o obséquio do meu sacrifício. 

E agora coloco fim à “minha Missa” como os sacerdotes em nossas igrejas. Será minha ação de graças como o final do meu sacrifício. Direi pausadamente três vezes aquela bela saudação do anjo à SEMPRE VIRGEM MARIA, completada posteriormente pelo amor filial da Igreja à sua Mãe e Rainha. AVE MARIA… SALVE RAINHA, MÃE DE MISERICÓRDIA…

Talvez as reze pelas minhas intenções particulares… Mas me lembrarei que os padres pedem a conversão do mundo, e que o Papa Pio XI pediu que se rezassem estas orações pela conversão da Rússia. Pedirei, então, para o Papa consagre a Rússia ao Imaculado Coração de Maria, para que revele o terceiro segredo de Fátima, para que a hierarquia da Igreja volte à fidelidade da Tradição, e, finalmente, pelo triunfo dos Sagrados Corações de Jesus e Maria.Fonte: FSSPX México – Tradução: Dominus Est

Nenhum comentário:

Postar um comentário