terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Pensamentos de Santa Teresinha, mês de Janeiro



1. O tempo não é mais que uma miragem, um sonho; agora Deus nos vê de sua glória e se alegra com a nossa eterna felicidade. Como este pensamento faz bem à minha alma! Eu compreendo então por que Ele nos deixa sofrer... (Carta a Celina). 

2. Persuadi-me de que o amor de Nosso Senhor tanto se revela na alma mais simples que não opõe resistência á sua graça, como na mais sublime. (Historia de uma alma c I). 

3. Jesus não tem necessidade de livros nem de doutores para instruir as almas; Ele, o Doutor dos doutores, ensina sem o ruído das palavras. 


4. Ó meu Jesus, vós bem sabeis que não é pela recompensa que eu vos sirvo, mas unicamente porque vos amo e para salvar as almas. (Conselhos e Lembranças) 

5. Não estamos ainda em nossa pátria e a tentação deve nos purificar como o ouro á ação do fogo. 


6. É preferível não se expor ao combate quando a derrota é certa. (Historia de uma alma, cIX) 

7. Muitas vezes o senhor se contenta com o desejo de trabalhar para sua gloria. (Historia de uma alma, c.IX) 


8. É mais pelo sofrimento e pela perseguição, do que por brilhantes pregações, que Deus quer afirmar o seu Reino nas almas. (6ª carta aos Missionários) 

9. Jesus! Oh! Quisera amá-lo como jamais foi Ele amado. (4ª carta á Madre Inez de Jesus) 


10. É tão doce servir ao bom Deus na noite da provação! Não temos na noite da senão esta vida para viver de fé. (Conselhos e Lembranças) 

11. Devo procurar a companhia das irmãs que não me agradam naturalmente, e desempenhar para com elas o papel do bom Samaritano. Um, sorriso, basta, muitas vezes, para desafogar uma alma acabrunhada e oprimida. (Historia de uma Alma) 

12. Como eu tenho sede desta mansão bem aventurada, onde se amara a Jesus sem reservas!Mas é preciso sofrer e chorar para lá chegar; pois bem. Quero sofrer tudo que for do agrado do meu Bem Amado. (5ª carta á Irmã Maria do S. Coração) 

13. Para se aproximar de Jesus é preciso ser pequeno!Oh! Como há poucas almas que aspiram a ser pequenas e desconhecidas! (14ª carta a Celina) 

14. A única felicidade da terra consiste em ser ocultar e ficar numa total ignorância das coisas criadas. (Historia de uma alma) 

15. O desprezo sempre teve atrativos para meu coração e estou apaixonada pelo esquecimento. (7ª carta á Madre Inez de Jesus) 

16. Meu Deus, de que quantos desassossegos se livram quem faz voto de obediência! E que felizes são as simples religiosas! (Historia de uma alma, c, IX) 

17. O que ofende a Jesus e o fere no Coração é a falta de confiança. (1ª carta á prima Maria Guerin) 

18. Quer saber quais são meus domingos e dias de festa?São os dias em que Deus me envia mais provações. (Conselho a e Lembranças) 

19. Não é para ficar num cibório de ouro que Jesus desce todos os dias do céu de nossa alma, onde tanto se delicia. (Historia de uma, c.X) 


20. Hoje é o abandono só que me guia, não tenho outra bússola. Nada sei pedir com ardor, exceto o comprimento perfeito da vontade de Deus em minha alma. (Historia de uma alma, c.VIII) 

21. O único meio de fazer progressos na via do amor é o ficar sempre muito pequeno. 

22. A vida é cheia de sacrifícios, é verdade; mas por que procuramos neste mundo a felicidade? Não é simplesmente esta vida uma noite a se passar numa má hospedaria, como disse nossa Madre Santa Tereza? 

23. Oh!...Sim, é preciso que Ele seja muito bom para me dar força de suportar tudo o que sofro. (Historia de uma alma, c XII) 

24. Não tenhais receio de dizer a Jesus que o amais, mesmo sem sentir; é um meio de forçá-lo a vos socorrer, a vos ter como uma criançinha muito fraca para amar. (Conselho e Lembrança) 

25. A principal indulgência plenária e a que todo mundo pode ganhar sem as condições ordinárias, é a indulgência da caridade que cobre a multidão dos pecados. (Conselhos e Lembranças) 

26. O sofrimento unido ao amor, eis a única coisa me parece desejável neste vala de lagrima (9ª carta aos Missionários) 

27. Eu não desejo morrer, nem viver; si o Senhor me oferecesse escolher, eu nada escolheria. Não quero senão o que Ele quer, amo tudo o que Ele faz!(Historia de uma alma c. VIII) 


28. Que doce alegria pensar que o Senhor é justo e leva em conta nossas fraquezas, conhece perfeitamente a fragilidade de nossa natureza. (Historia de uma alma, c. VIII) 

29. AH!Como o Senhor me torna feliz!Como é fácil e doce servi-lo sobre a terra! (Historia de uma alma, c.X) 

30. Nossos sonhos, desejos de perfeição não são uma quimera, pois Jesus mesmo nos deu um mandamento: Sede perfeitos como Vosso Pai Celeste é perfeito! 

31. É a confiança e nada mais senão a confiança que nos conduz ao Amor...

Fonte:

Um comentário:

  1. Sempre gratificante conhecer histórias não de santos, mas de pessoas santificadas. Teresinha me ensina a cada reflexão, a cada palavra.
    Thelma Helena Mira

    ResponderExcluir