sexta-feira, 15 de maio de 2020

Catecismo Ilustrado - Parte 64 - A Inveja - A Ira - A Preguiça



Catecismo Ilustrado - Parte 64

Os Pecados


A Inveja - A Ira - A Preguiça

A inveja

1. A inveja é um sentimento que temos do bem do próximo, uma alegria interna do mal que lhe acontece.

2. Este vício dá-se a conhecer quando estamos desfazendo nos merecimentos e nos louvores alheios, ou falamos com gosto nos defeitos do próximo.

3. Os principais pecados de que a inveja é causa são o ódio ao próximo, a alegria dos seus males, o desejo de lhos causar, as maledicências, as calúnias e toda a sorte de injustiças.

4. A  virtude oposta à inveja é o amor fraternal, virtude pela qual desejamos ao próximo aquele bem que queríamos para nós mesmos, e nos entristecemos dos seus males como se fossem nossos.

5. Os remédios contra a inveja são: 1º lembrar-mos que somos todos filhos do mesmo Deus e irmãos em Jesus Cristo; 2º rezar por aqueles de quem nós temos inveja e fazer-lhes bem; 3º aplicar-se na prática da humildade.

A ira

6.A ira é um alteração desordenada da alma que nos faz repelir com violência o que nos desagrada, a qual ainda acompanhada do desejo de vingança.

7. Os principais pecados de que a ira é causa são: as blasfêmias, as imprecações ou pragas, as injúrias, as  rixas e os homicídios.

8. As causas ordinárias da ira são a soberba e a teima na própria opinião.

9. A ira não é pecado quando tem por fim opor-se ao mal e se está regulada pela moderação.

10. Por falta de advertência e de consentimento, o primeiro movimento da ira não é pecado; mas devemos reprimi-lo logo que demos por ele.

11. A virtude oposta a ira é a paciência, pela qual sofremos em paz as injúrias e as tribulações por amor de Deus.

12. Os remédios contra a ira são: lembrar-nos frequentemente da mansidão e paciência de Nosso Senhor Jesus Cristo na Sua vida, na Sua paixão e na Cruz; 2º acostumar-se a calar-se e a reprimir-se.


A preguiça

13. A preguiça é um gosto desordenado de descanso e um frouxidão e desprazer em cumprir o próprio dever; há também a preguiça espiritual, chamada tibieza que é uma desordenada tristeza e fastio das coisas de Deus.

14. Os principais pecados de que a preguiça é causa são a ociosidade, o desalento, a frouxidão, a negligência dos deveres de cristão, e a desesperação.

15. A preguiça é mãe de todos os vícios; produz a inconstância e a inutilidade da vida.

16. A virtude oposta a preguiça é a diligência e o zelo ao serviço de Deus. A diligência é uma virtude pela qual com facilidade e prontidão cumprimos os nossos deveres e exercitamos obras de zelo.

17. Para vencer a preguiça é preciso: 1º lembrar-se que o trabalho é uma lei imposta por Deus a todos os homens; 2º fazer um regulamento de vida e cumpri-lo; 3º não dormir muito; 4º não perder inutilmente o tempo.

Explicação da gravura

18. São três as gravuras. A primeira representa José que, por inveja, foi pelos seus irmãos vendido aos mercadores ismaelitas que o levaram para o Egito.

19. A segunda representa Esaú voltando da caça furioso, ao saber que o irmão Jacob tinha recebido a benção do pai.

20. A terceira representa o preguiçoso deitado na sua fazenda inculta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...