terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Vivo habitualmente na Graça de Deus?

Vivo habitualmente na graça de Deus?

E se alguma vez, por desgraça, cometi algum pecado grave, tive pressa em varrê-lo da minha alma com uma confissão sincera e dolorosa, e ainda antes com um acto de contrição perfeita?

Sou cuidadoso em evitar os pecados veniais, e em purificar-me dos que, por fragilidade, vou cometendo, empregando para isso os meios que a Igreja põe à minha disposição: o sinal da cruz com água benta, a bênção do sacerdote, o Pai-Nosso, um beijo num crucifixo, um acto de amor a Deus?

Mons. Eugénio Beccegato in 'Meditações'

Nenhum comentário:

Postar um comentário