quinta-feira, 11 de agosto de 2022

𝗦𝗮𝗻𝘁𝗮 𝗖𝗮𝘁𝗮𝗿𝗶𝗻𝗮 𝗱𝗲 𝗚ê𝗻𝗼𝘃𝗮 𝗲 𝗦ã𝗼 𝗝𝗼ã𝗼 𝗱𝗮 𝗖𝗿𝘂𝘇 𝗿𝗲𝗰𝗼𝗺𝗲𝗻𝗱𝗮-𝗻𝗼𝘀 𝗽𝗮𝗿𝗮 𝗰𝗵𝗲𝗴𝗮𝗿𝗺𝗼𝘀 à 𝗽𝗲𝗿𝗳𝗲𝗶𝘁𝗮 𝘂𝗻𝗶ã𝗼 𝗰𝗼𝗺 𝗗𝗲𝘂𝘀

 



𝗦𝗮𝗻𝘁𝗮 𝗖𝗮𝘁𝗮𝗿𝗶𝗻𝗮 𝗱𝗲 𝗚ê𝗻𝗼𝘃𝗮 𝗲 𝗦ã𝗼 𝗝𝗼ã𝗼 𝗱𝗮 𝗖𝗿𝘂𝘇 𝗿𝗲𝗰𝗼𝗺𝗲𝗻𝗱𝗮-𝗻𝗼𝘀 𝗽𝗮𝗿𝗮 𝗰𝗵𝗲𝗴𝗮𝗿𝗺𝗼𝘀 à 𝗽𝗲𝗿𝗳𝗲𝗶𝘁𝗮 𝘂𝗻𝗶ã𝗼 𝗰𝗼𝗺 𝗗𝗲𝘂𝘀

“Para se chegar à perfeita conjunção com Deus, diz Santa Catarina de Gênova, deve-se passar por tribulações. Estas são o meio de que Deus se serve para nos purificar de todas as más inclinações. As injúrias, o desprezo, as doenças, a pobreza, as tentações, as contrariedades nos são enviadas só para que tenhamos ocasiões bastantes de combater e subjugar as nossas paixões, de tal forma que desapareçam por inteiro.

Não basta as adversidades nos parecerem menos desagradáveis, é preciso que o amor divino no-las torne doces e desejáveis, para chegarmos à perfeita união com Deus”

Ajunto ainda o que nos recomenda São João da Cruz, para atingirmos essa conjunção íntima e completa com Deus:

“Devemos mortificar cuidadosamente os próprios sentidos e desejos. Quanto aos sentidos, devemos renunciar, por amor de Jesus Cristo, a toda a satisfação que não tem por fim a glória de Deus. Se, por exemplo, sentimos o desejo de ouvir ou ver coisas que não são próprias para nos aproximar de Deus, devemos renunciar a elas incontinente. Quanto aos desejos, devemos procurar sempre o que é mais penoso, mais desagradável, mais pobre, sem aspirar a outra coisa que a padecer e ser desprezado”

- Referência:

(AZEVEDO C.SS.R., Padre Oscar das Chagas. As Doze Virtudes para cada Mês do Ano. Editora Vozes, p. 75-102)


Nenhum comentário:

Postar um comentário