quarta-feira, 14 de março de 2012

Comunhão na mão, é correto?


Não, e jamais será!

Na comunhão recebemos, sob a aparência de pão, mas real, verdadeira e substancialmente o Corpo, Sangue, Alma e Dinvidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, como alimento espiritual de nossa alma.

A Comunhão deve ser recebida apenas pelas mãos sagradas do Sacerdote.

"Por reverência a este sacramento [a Santa Eucaristia], nada o toca a não ser o que é consagrado; por isso o corporal e o cálice são consagrados, e, da mesma forma, as mãos dos sacerdotes para tocar este Sacramento". - São Tomás de Aquino (1225-1274); Suma Teológia, Pars III, Q.82, Art. 3, ad 8)

"O fato de só os padres darem a Santa Comunhão com suas mãos consagradas é uma Tradição Apostólica." - Infalível e Dogmático Concílio de Trento (1545-1565)

"Tocar as espécies sagradas e distribuí-las com suas próprias mãos é um privilégio dos ordenados [sacerdotes]". - Papa João Paulo II; Dominicae Cenae, sec. 11.

A Comunhão recebe-se de joelhos pois é o próprio Filho de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, ainda achamos pouco?
A Comunhão recebe-se na boca.
O Papa Santo Eutiquiano (275-283) proibiu os fiéis de receberem a Santa Hóstia nas mãos.

6º Concílio Ecumênico em Contantinopla (680-681)Proibiu os fiéis de receberem a Santa Hóstia nas mãos, ameaçando os transgressores com a pena de Excomunhão.


"O pão que vos hei de dar é a minha carne para vida do mundo". (Jo 5, 52)

"Tomai e comei: isto é o meu corpo, que será entregue por vós; fazei isto em minha memória". (Mt 26 e 2Cor 11)

"Quem come a minha carne e bebe o meu sangue fica em mim e eu nele"(Jo 6, 57)

"As palavras que vos tenho dito são espírito e vida". (Jo 5, 64)

Leia o texto à seguir:
"A Idéia primeira sobre a instituição dos ministros da Eucaristia, veio da Maçonaria, que já estava infiltrada na Igreja com a missão de destruí-la começando de seu interior. Eles chegaram a conclusão que conseguindo que a Sagrada Comunhão fosse distribuida pelos próprios leigos, diminuiriam bastante o valor sacro desse sacramento, tornado assim uma atitude corriqueira, que o valor que Ela contém seria amenizada. Desta forma infiltrados em Conferências Epíscopais, conseguiram de Roma tal tolerância,em permitir o seu uso."

O texto acima foi retirado de um livro onde trata de assuntos relacionados ao tema: "Maçonaria X Igreja Católica". De início, a idéia de leigos entregarem a Santa Comunhão a outros leigos iria diminuir (e muito!) o valor do Sacramento. Depois do batismo e da confirmação, este deve ser um dos sacramentos menos valorizados por parte dos "católicos" que não são tão "praticantes" ou que não dão um merecido valor à Igreja.

Com esta novidade, o que era um momento solene, se tornou algo comum. Como se o momento da comunhão fizesse parte de um "rito qualquer" da Missa. Os leigos não possuem poder nem autoridade nenhuma para distribuirem a Santíssima Eucaristia para outros leigos, isto é uma tarefa única e exclusivamente do sacerdote. Com este desvalorizamento do sacramento, muitas pessoas comungam apenas por comungar, indo contrário ao que diz São Paulo em uma de suas cartas aos Conríntios:

"Por isso, todo aquele que comer do pão ou beber do cálice do Senhor indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. Portanto, cada um examine a si mesmo antes de comer deste pão e beber deste cálice,pois aquele que come e bebe sem discernir o Corpo, come e bebe a própria condenação." (1Cor 11, 27-29)




.

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Senhor ensina-me a ser generosa, a dar sem calcular, trabalhar sem me importar com o repouso, aentregar -me aos outros sem esperar um obrigadoe servir sempre com amor e não por favor amem

    ResponderExcluir
  3. acho correto que os sacerdotes servi a comunhão , mais como tem os ministro da eucaristia para ajudar a servi , mais o que não entendo porque os ministro da eucaristia não lava as mão antes de servi a eucaristia o padre lava eles não . afinal eles durante a missa coloca o dedo na boca muitas vezes até dentro do nariz avezes até esfrega dedo no ouvindo e depois disso serve algo sagrado .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Ministros de Eucaristia para dar a Eucaristia vão até a Sacristia ( atrás do altar ) e lavam as mãos numa pia, para depois servi.

      Excluir
  4. Pelo o que entendi é que não podemos passar a comunhão para outra pessoa,ou seja de fiel para fiel, mas podemos receber a comunhão na nossa mão através do Padre ou do ministro, como no cartaz lá em cima fala após o CONCÍLIO VATICANO II (Os fieis tem sempre o direito a escolher se desejam a receber a comunhão na boca, "mas" se o que vai comungar quiser receber o Sacramento na mão, a COMUNHÃO DEVE SER DADA.) então se o fiel que estiver o desejo de receber a comunhão na mão ele poderá receber.

    ResponderExcluir
  5. Mas se o pároco autoriza, quem somos nós para ir contra? Não vou brigar na fila de todas as igrejas de minha diocese para receber comunhão na boca...teria que ser uma atitude do bispo diocesano em falar para todos os padres para dar a comunhão na boca. Toda vez que recebo comunhão na mão, páro e recolho cada particula de hóstia consagrada que fica na mão e as coloco uma a uma na minha boca, tendo que praticamente "lamber" a mão. É um gesto meio feio de realizar mas prefiro fazer isso a cometer o sacrilégio de derrubar um micro pedaço que seja co santo corpo do meu Senhor no chão ou deixar que se perca. Sei que muitos não pensam nisso. Apenas colocam a hóstia na boca e não olham na mão. Mas cada micro pedacinho que fica em nossas mãos é o corpo de Cristo. Esse movimento precisa ser mais divulgado nas dioceses, pois realmente o corpo de Cristo não está recebendo o devido respeito. Apoio vocês meus irmãos, mas que façamos tudo na paz e conforme manda nossa Santa e amada Igreja Católica Apostólica Romana!

    ResponderExcluir
  6. Então o Concílio Vaticano II está errado? Beato Papa João XXIII se precipitou nesta questão de recebimento do Corpo de Cristo pelos fiéis? O dogma católico da INFALIBILIDADE PAPAL, nesse caso não valeu?

    ResponderExcluir
  7. e Os ministros, pois eles também entregam a comunhão. isso foi feito aqui no Brasil diante do Santo Padre, os sacerdotes e ministros da eucaristia levaram aos fiéis na multidão. por ordem do próprio Papa.

    ResponderExcluir