domingo, 3 de agosto de 2014

O pequeno número dos que são salvos - Parte 3

As palavras da Sagrada Escritura

Mas por que buscar as opiniões dos Padres e teólogos, quando a Sagrada Escritura esclarece a questão de forma tão clara? Olhe para o Antigo e o Novo Testamento, e você vai encontrar uma infinidade de figuras, símbolos e palavras que apontam claramente para esta verdade: pouquíssimos são salvos. No tempo de Noé, toda a raça humana foi submersa pelo Dilúvio, e apenas oito pessoas foram salvas na Arca. São Pedro diz: "Esta arca é a figura da Igreja", enquanto Santo Agostinho acrescenta: "E estas oito pessoas que foram salvas significa que pouquíssimos cristãos são salvos, porque existem pouquíssimos os que sinceramente renunciam ao mundo, e aqueles que renunciam a ele apenas em palavras não pertencem ao mistério representado pela arca." A Bíblia também diz-nos que apenas dois hebreus de dois milhões entraram na Terra Prometida depois de sair do Egito; e que apenas quatro escaparam do fogo de Sodoma e das outras cidades ardentes, que com ela morreram. Tudo isso significa que o número de condenados, que será lançado no fogo como palha é muito maior que os que se salvarão, a quem o Pai celestial um dia ajuntará em Seus celeiros como o trigo precioso.

Eu não concluiria se tivesse que apontar todas as figuras pelas quais a Sagrada Escritura confirma esta verdade, vamo-nos contentar em escutar o oráculo vivo de Sabedoria encarnada. O que Nosso Senhor respondeu ao homem curioso do Evangelho, que perguntou-Lhe: "Senhor, são poucos somente os que serão salvos?" Ele manteve-se calado? Ele respondeu hesitante? Ele escondeu seu pensamento, com medo de assustar a multidão? Não. Questionado por um só, Ele dirige-se a todos os presentes. Ele diz-lhes: "Você me pergunta se somente poucos se salvarão?” Aqui está Minha resposta: "Esforce-se para entrar pela porta estreita, pois muitos, eu vos digo, procurarão entrar e não conseguirão." Quem fala aqui? Ele é o Filho de Deus, a Verdade Eterna, que em outra ocasião diz ainda mais claramente: "Muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos." Ele não diz que todos são chamados e que, de todos os homens, poucos são os escolhidos, mas que muitos são chamados, o que significa, como São Gregório explica, que, de todos os homens, muitos são chamados à verdadeira fé, mas de todos eles apenas alguns são salvos. Irmãos, estas são as palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo. São claras? Elas são verdadeiras. Diga-me agora se é possível para você ter fé em seu coração e não tremer.

Download do texto completo link abaixo:

Media Fire (Não precisa se cadastrar para baixar o arquivo)

http://www.mediafire.com/view/?hcu3ppe3th5uiaw

Nenhum comentário:

Postar um comentário