quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

O que nós católicos tradicionais podemos fazer?

É tão difícil ser um Católico Tradicional hoje na Igreja e no mundo, mas nem por isso deixamos de ser tão abençoados por estarmos tão próximos ao Coração de Jesus no sofrimento e sangramento do Corpo Místico de Cristo, Sua Igreja


Sensus fideiEstamos em uma Igreja e um mundo cheio de minas terrestres. A maioria dos bispos e padres Novus Ordo nos rotulam como “extremistas”, ultrapassados e não “católicos”, porque nós questionamos as mudanças feitas pelo Vaticano II. Eles também fazem todo o possível para impedir o Summorum Pontificum do Papa Bento XVI e disponibilizar os Sacramentos latinos em qualquer paróquia normal. Eles odeiam qualquer coisa que tenha a ver com o que a Igreja praticou antes do Vaticano II.

O mundo está cheio de grupos que nos odeiam também. Os muçulmanos, as feministas, os homossexuais, os governos seculares, os marxistas, a mídia, a música, os filmes estão todos contra nós. É porque vivemos vidas morais e somos contra o sexo homossexual, a coabitação antes do casamento, a imodéstia, o assassinato de bebês inocentes no ventre e acreditamos na permanência dos votos do casamento entre um homem e uma mulher. O mundo está contra nós, porque não concordamos com o plano dos Illuminati para uma religião mundial e um governo únicos.
Há apenas um poder por trás de todo este mal que vivenciamos o dia todo. Atrás de maçons, illuminati, banqueiros, Hollywood, ativistas homossexuais, ateus, religiões pagãs, muçulmanos, protestantismo, divórcio, pornografia, nosso governo, há um poder demoníaco.
“Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares”. (Ef 6,12)
Aqui estão 12 coisas que devemos fazer neste cáustico ambiente, onde rezamos e vivemos.
  1. Começo por mim. Quando tudo estiver dito e feito, eu também irei morrer. Eu, pessoalmente, tenho que prestar contas a Deus por tudo o que fiz e não consegui fazer. Que inclui as coisas más que tenho feito e as boas ações que não consegui fazer. Também eu, pessoalmente, vivo em uma mina terrestre do diabo, com constantes tentações para me fazer tropeçar, cair e queimar para sempre no inferno. Antes de eu tentar salvar as almas dos outros ou tentar reformar a Igreja, eu preciso tomar cuidado com a minha alma, com minhas palavras, minhas orações e minhas ações. Então, eu preciso de oração e humildemente tentar viver uma vida pura e fazer a vontade de Deus em todas as situações.
  2. Rezar. Humildemente eu reconheço que não posso salvar o mundo e que Jesus é o Salvador. Mas eu ainda devo ajudar a salvar almas e reformar a Igreja, através do oferecimento da Santa Missa, rezando, especialmente diante do Santíssimo Sacramento e fazendo o que posso. Cada Santo Rosário conta muito também. Nós somos os intercessores para a Igreja e a salvação do mundo.
  3. Dar um bom exemplo. Tudo o que eu faço; como eu me ajoelho e rezo, como eu trabalho, como eu jogo, como eu estudo, como eu amo e cumprimento as pessoas, como eu dirijo, como eu como e como eu falo, tudo isso dá tanto um bom exemplo ou um mau exemplo do que significa ser um verdadeiro católico.
  4. Estar disposto a ser perseguido. Jesus, São João Batista, os Apóstolos e todos os santos foram perseguidos por membros da igreja e as pessoas do mundo. Jesus nos advertiu; “Ai de vós, quando vos louvarem os homens”. Pode não ser muito antes de os muçulmanos, os maçons e o nosso próprio governo começarem a nos aprisionar e a matar-nos. Temos de olhar para a frente e seguir adiante para o nosso verdadeiro lar no céu.
  5. Tenha fé em Deus, Maria, Anjos e Santos. Estamos fazendo o que Deus e Nossa Senhora querem. Nós não estamos sozinhos. Eles sentem toda a dor que sofremos por sermos fiéis à nossa fé católica de 2000 anos. A Igreja pertence a Jesus. Foi Ele quem a iniciou. Ele prometeu que as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Portanto, Ele sofre junto conosco quando nós nos levantamos para proteger os Sacramentos Católicos, a verdade da Bíblia Sagrada e do Magistério. Deus está conosco e nos ajuda. Maria está conosco e nos ajuda. Os Anjos estão lutando ao nosso lado. Os Santos fazem a sua parte para nos ajudar. As santas almas do purgatório estão rezando por nós. Não estamos no santo combate sozinhos.
  6. Falar a verdade. Não importa o quanto custe, precisamos falar a verdade católica para as nossas famílias, nossas paróquias, nossos amigos, para os nossos sacerdotes, nossos bispos e todos que quiserem ouvir. Nós falamos a verdade com amor, firmeza e fatos intelectuais.
  7. Desprendimento do respeito humano. Um dos maiores inimigos para carregar a cruz e seguir os passos de Jesus é ficar fazendo o que os outros pensam de nós. Nós colocamos nossos olhos no que Jesus pensa sobre nós e não no que os outros fazem.
  8. Lutar contra o medo. Eu li que o único medo que devemos ter é o de ter o próprio medo. Pessoas e o demônio inoculam o medo em nossos corações para nos desencorajar de fazer e dizer o que é certo e pagar o preço por isso. Jesus disse repetidamente, “Medo não é necessário, mas fé.”
  9. Manter tudo em perspectiva. Deus é um bilhão de vezes maior e mais poderoso do que papa, cardeais, bispos, religiosos, sacerdotes e leigos rebeldes. Por enquanto, a maioria de nós ainda é capaz de falar o que acreditamos como católicos. Por enquanto, em algumas partes do mundo, estamos livres para rezar e ir à Missa Tradicional. Por enquanto, nós ainda estamos fora da prisão e somos capazes de comer, descansar, ter uma família, caminhar, brincar e trabalhar. Tudo o que temos é o agora.
  10. Não desanimar. Nós apenas somos chamados para ser fiéis e fazer o que pudermos. Então, vamos dar um passo de cada vez. Diz o ditado; “Uma viagem de mil léguas começa com um passo.” Como o comunista disse, ‘Não espere para controlar o mundo durante a noite. “Não, eles simplesmente trabalham lentamente e, eventualmente, isso acontece.
  11. Comprove, anote e compartilhe milagres. Enquanto peregrinamos por ‘neste vale de lágrimas’, nós vamos com Deus, Maria, os Anjos e os Santos. E por causa disto, haverá milagres evidentes que nos acompanham. Esperar que milagres aconteçam. Durante toda a história da Igreja Católica e o martírio dos Santos, muitas e muitas vezes Deus mostrou o seu apoio por meio de acontecimentos milagrosos. Deus continuará a fazer milagres hoje também.
  12. Apoiar uns aos outros. Jesus enviou os Apóstolos dois a dois. Precisamos rezar juntos e trabalhar juntos. Precisamos ajudar-nos uns aos outros, amar-nos uns aos outros e nos divertirmos com os outros.
st peters papal mass
É tão difícil ser um Católico Tradicional hoje na Igreja e no mundo, mas nem por isso deixamos de ser tão abençoados por estarmos tão próximos ao Coração de Jesus no sofrimento e sangramento do Corpo Místico de Cristo, Sua Igreja.

Publicado originalmente em 23 de fevereiro de 2016: Traditional Catholic Priest – What Can Traditional Catholics Do? Pe. Peter Carota, in memoriam.

Um comentário:

  1. É bom saber que se faz parte de um Todo, de uma Verdade, posta em dúvida por muitos, objetada pelos irmãos, dita por Cristo!

    ResponderExcluir