quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Catecismo Ilustrado - Parte 47 - 8º Mandamento de Deus: Não levantar falso testemunho



Catecismo Ilustrado - Parte 47

Os Mandamentos
               
8º Mandamento de Deus: Não levantar falso testemunho

1. Este mandamento proíbe-nos todos os pecados com que se pode prejudicar o próximo com a linguagem.

2. Os principais são: o falso testemunho, a mentira, a calúnia, a murmuração, os juízos temerários, a adulação.

O falso testemunho

3. O testemunho falso que se proíbe neste mandamento, é o que se dá quando uma pessoa que jurou dizer a verdade, testemunha falso.

4. O testemunho falso é grande pecado, porque: 1º faz injúria a Deus, desprezando a sua presença e invocando-o em testemunha da falsidade; 2º faz injúria ao juiz, porque o engana mentindo; 3º faz injúria ao inocente, porque lhe causa dano ocultando a verdade.

5. Nunca é lícito ocultar a verdade; o dever da testemunha é dizer a verdade, toda a verdade, e só a verdade.

6. Uma testemunha falsa é reprovada por Deus, e será por Ele castigada.

Explicação da gravura

7. A de cima representa Nosso Senhor diante de Pilatos. Um dos assistentes levanta a mão e, mostrando Jesus, afirma que O ouviu proibir de pagar tributo a César. Era isso um testemunho falso, pois Jesus dissera o contrário.

8. Narra São Marcos outro testemunho falso contra Nosso Senhor: “Os príncipes dos sacerdotes e todo o conselho buscavam algum testemunho contra Jesus, para O fazerem morrer, e não o encontravam. Muitos depunham falsamente contra Ele, mas não concordavam os seus depoimentos. Levantaram-se uns que depunham falsamente contra Ele, dizendo: “Nós ouvimo-Lo dizer: Destruirei este templo, feito pela mão do homem, e em três dias edificarei outro, que não será feito pela mão do homem”. Porém, nem estes testemunhos eram concordes. Então, levantando-se do meio da assembleia o sumo sacerdote, interrogou Jesus dizendo: “Não respondes nada ao que estes depõem contra Ti”? Ele, porém, estava em silêncio e nada respondeu. Interrogou-O de novo o sumo sacerdote e disse-Lhe: “És Tu o Cristo, o Filho de Deus bendito”? Jesus respondeu: “Eu sou, e vereis o Filho do Homem sentado à direita do poder de Deus, e vir sobre as nuvens do céu”? (Marcos XIV, 55-63)

9. Na parte inferior esquerda vê-se a Jezabel, mulher de Acab rei de Israel, comida pelos cães. Esta mulher ímpia, querendo ver-se livre de Naboth, que se recusava a vender a sua vinha, buscou falsas testemunhas que o acusassem de blasfêmia. Naboth foi condenado à morte e lapidado. O sucessor de Acab mandou precipitar Jezabel do alto do palácio e o corpo dela foi comido pelos cães. Assim Deus a castigou.

10. Outro exemplo de testemunho falso. Lemos nos Atos dos Apóstolos: “A palavra do Senhor crescia e multiplicava-se muito o número dos discípulos em Jerusalém; e também uma grande multidão de sacerdotes aderia à fé. Estêvão, cheio de graça e de fortaleza, fazia grandes prodígios e milagres entre o povo. Porém, alguns da sinagoga chamada dos Libertos, dos Cirenenses, dos Alexandrinos e dos da Cilícia e da Ásia, levantaram-se a disputar com Estêvão, mas não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito que inspirava as suas palavras. Então subornaram alguns e disseram: “Ouvimo-lo dizer palavras de blasfêmia contra Moisés e contra Deus”. Amotinaram assim o povo, os anciãos e os escribas; e, avançando contra ele, arrebataram-no e levaram-no ao Sinédrio, e apresentaram falsas testemunhas que diziam: “Este homem não cessa de proferir palavras contra o lugar santo e contra a Lei; ouvimos-lhe dizer que esse Jesus de Nazaré há-de destruir este lugar e há-de mudar as tradições que Moisés nos deixou”.” (Atos VI, 7-14)

11. Na parte inferior direita, vê-se Daniel confundindo os dois anciãos que falsamente testemunharam contra Susana. Os anciãos foram condenados à morte e lapidados.



ndice das sessenta e oito gravuras

Sumário

1.- Introdução

O Símbolo dos Apóstolos


2.- A Santíssima Trindade
3.- A Criação
4.- Incarnação - Transfiguração
5.- Incarnação - Anunciação
6.- A Natividade
7.- A Redenção
8.- A descida aos Infernos
9.- A Ressurreição
10.- A Ascensão
11.- Jesus Cristo à direita de Deus Pai
12.- Juízo Final
13.- Pentecostes
14.- A Igreja
15.- A Comunicação dos Santos
16.- A Remissão dos pecados
17.- A Ressurreição da carne
18.- O Paraíso
19.- O Inferno

Os Sacramentos

20.- A Graça
21.- O Baptismo
22.- A Eucaristia
23.- A Confirmação
24.- A Penitência
25.- A Extrema-Unção
26.- A Ordem
27.- O Matrimônio

Os Mandamentos


28.- Os mandamentos da lei de Deus


29.- 1º Mandamento de Deus: Adorar a um só Deus e amá-Lo sobre todas as coisas


30.- 1º Mandamento (continuação): Adorar a um só Deus e amá-Lo sobre todas as coisas


31.- 2º Mandamento de Deus: Não invocar o Santo Nome de Deus em vão


32.- 2º Mandamento de Deus (continuação): Não invocar o Santo Nome de Deus em vão


33.- 2º Mandamento de Deus (continuação): Não invocar o Santo Nome de Deus em vão


34.- 3º Mandamento de Deus: Santificar os Domingos e Festas de preceito


35.- 3º Mandamento de Deus (continuação): Santificar os Domingos e as Festas de preceito

36.- 4º Mandamento de Deus: Honrar pai e mãe


37- 4º Mandamento de Deus: Honrar pai e mãe


38.- 4º Mandamento de Deus: Honrar pai e mãe

39.- 4º Mandamento de Deus: Honrar pai e mãe

40.- 5º Mandamento de Deus: Não Matar

41.- 5º Mandamento de Deus: Não Matar

42.- 5º Mandamento de Deus: Não Matar

43.- 6º Mandamento de Deus: Guardar a Castidade

44.- 7º Mandamento de Deus: Não furtar

45.- 7º Mandamento de Deus: Não furtar (continuação)

46.- 8º Mandamento de Deus: 8º Mandamento de Deus: Não levantar falso testemunho

47.- 8º Mandamento
48.- 8º Mandamento
49.- 9º Mandamento
50.- 10 Mandamento
51.- Os Mandamentos da Igreja
52.- Os Mandamentos da Igreja
53.- Os Mandamentos da Igreja

Diversos

54.- A Oração
55.- O Pai Nosso
56.- Ave Maria
57.- Os Novíssimos do homem
58.- A Morte
59.- O Juízo
60.- O pecado original
61.- Os pecados capitais
62.- Os pecados capitais
63.- Os pecados capitais
64.- As Virtudes teologais
65.- As Virtudes cardeais
66.- As Virtudes evangélicas
67.- As obras corporais de misericórdia
68.- As obras espirituais de misericórdia




Nenhum comentário:

Postar um comentário